terça-feira, 24 de novembro de 2015

Prisma

Prisma suspenso e esperançoso
Gotas reluzidas do brilho solar
Sorrindo no firmamento de leste a oeste
Daquelas águas chorosas lançadas ao céu
Nas multicores em sete emolduradas

Ouro que reluz no céu
Nos seus olhos breves semi-serrados
Vislumbrando o horizonte infinito
De uma fantasia infante
Correr às cores e ao seu destino

Ilusão suspensa colorida
Na água invisível do céu
Pairando no vapor de sua pureza
Do semi-círculo riscado no ar
Matizes incoerentes de um arco-íris

Brevidade de sua vida
Na tristeza de uma esperança
Da criança correndo inocente
Em busca de seu pote de ouro
Decepção da visão monocromática do nada


Davi “El Brujo™”
29/06/1994

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

E no balanço das horas tudo pode mudar... O ano tem sido bom, reerguer a moral e voltar escrever...quem sabe? O talento vem e vai... E as frases bonitas saem quando estou deprimido... Estou feliz!!! Será que é por isso que eu não tenho escrito? Vai saber né???

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Balanço das Horas




E o balanço das horas...
O relógio digital diz
Em seu tom vermelho
Cor da paixão brilhante
Quase 18 horas...

Aperto no meu coração
Característica de quem ama...
E que por perto não estás

Bem-me-quer,
Mal-me-quer
Bem-me-quer... Sim!
Bem-te-quero também!

E o balanço das horas,
O relógio digital diz
Em sua forma angulosa
O desforme da saudade
Quase 18 horas...

Sim!
bem-te-quero!!!!
Bem-me-queres também!
Nada de mal-me-queres
Bem-me-queira apenas
Porque te amo.

Davi El Brujo 16-02-2012 17:58

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Vida! Louca vida...


Já teve a sensação de sair de casa sem nenhuma convicção? De sair sem vontade, mas sabe que a vida continua? Hoje estou assim... Não que eu esteja triste... Muito pelo contrário, estou é muito feliz, acredito ter encontrado minha alma gêmea, e nem poderia imaginar que isso aconteceria comigo, a vontade de estar junto mais tempo, de simplesmente olhar o caminhar da amada, de sentir doído o coração de tanto bem querer... E descobrir depois de velho que nunca amou na vida, porque agora é que descubro o amor? Pois bem! É isso que acontece, estou aqui mas a minha alma ficou perto do Mar, aliás uma das coisas que amo junto da minha Mica essa minha fada dos olhos que sorriem...

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Terça insana


É meio complicado o que dizer de uma terça chuvosa onde você é obrigado a correr contra o tempo...Ano novo, festa de Reis, e a promessa está lançada, nova vida para o Davi e para Midori, que resolveram reconstruir suas vidinhas, agora próximos dos 50 anos de idade, vivemos nós, um amor intenso, apaixonados, daqueles que a gente sente borboletas dentro do corpo, tremedeira nas pernas e no meu caso um cara articulado com as palavras gaguejei ao pedir a minha amada em namoro...Me senti, confesso, perdido no mundo, desprotegido de minhas palavras que me deixaram na mão e dias antes o medo de receber um não, ou que não gostasse de mim naquele 28 de dezembro de 2011 tive a certeza e debaixo de chuva vi a criatura que desejei que seja a minha alma gêmea, chegando em minha direção, eu tremi, quase surtei, disse-lhe um Oi, porque era a única palavra que saiu conexa de minha boca e a beijei...Hoje não suporto estar longe dela, e depois de algum tempo, ainda tenho novas sensações com ela, e a cada dia a certeza aumenta do amor que eu sinto e que cresce a cada dia...
Esse desabafo que eu faço agora é porque sinto sua falta, porque quero os seus beijos agora! O seu toque agora! Mas a vida segue com a certeza que tenho hoje a mulher da minha vida ao meu lado e espero que seja recíproco, porque se não for eu morro! Amo você minha Fada, mais a cada dia...

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Fada dos olhos Sorridentes



“Fada dos olhos sorridentes,
Você que sorri para mim...
De um jeito que eu gostei,
De um jeito que só eu sei.

Fada dos olhos sorridentes
Você que se declarou para mim...
Seu jeito que me encantou,
Sua magia me conquistou.”

Davi “El Brujo” 04-01-2012

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Seguir


Por mais que se faça,
por mais que se esforce,
por mais que ame,
por mais que conquiste,
por mais que goste,
por mais que tente,
por mais que digam que não foi suficiente...
Hora de partir e recomeçar,
A vida pode seguir agora
com uma nova paixão...

Vejo você entre as flores


Vejo você entre as flores
Entremeadas entre a brutalidade urbana
E as luzes que costumo ver no fim do curso
São como chuva negra caídas
Após o calor de uma tarde cinzenta

Águas de uma vida simplificada
Desolada de cores vivas de sangue
Esvai-se em desespero
Anulam-se os meus atos
Numa sociedade pérfida

Sabendo que deles nada resta de puro
Nem compaixão, mas sobriedade
Exagerada em vídeos de imensa hipocrisia
Em um filme em preto e branco
Vejo você entre as flores

Agora não mais reais
Não são mais coloridas
Apenas representadas por nuances em cinza
O vermelho já não é mais vermelho
O verde já não parece vivo

Catástrofe anunciada gravada no tempo
Já não importa se é primavera ou verão
Sem serventia será o outono
Mas o inverno em tempo
Torna-se grandeza física

O fardo pesado de minha cobrança.
Ainda assim restou-me a visão sem cores
Mesmo que cinzenta e muito sombria
Sofrimento de poder ainda dizer:
Vejo você entre as flores

Davi El Brujo
21-11-2011

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Amor e ironia



Amor e ironia

Um pedaço de ti morou no meu coração
Num canto cultivado como uma Rosa
Agora encravados com os seus espinhos
Doeu quando disse não, doeu...
Não adiantou dizer que te amava
Que a solução não está na sua partida
E nunca querer saber se foi certo,
Que você mesmo estando longe
Continuo te amando, é verdade
E o coração dilacerado, sangra
Não escolheu te amar, sofre
Deixou-a partir porque te ama
E eu não queria jamais...
Nem por ironia saber que um dia
O amor nos separaria.

Davi “El Brujo”
02-12-2011